Home » » OS PRAZERES, AS DÚVIDAS E OS MEDOS DO SEXO ANAL

OS PRAZERES, AS DÚVIDAS E OS MEDOS DO SEXO ANAL

Olá, queridos leitores, vamos deixar aqui uma matéria que penso que possa ajudar ou esclarecer quem esteja se iniciando ou queira se iniciar no mundo do sexo anal.

Felizmente, nos tempos que correm, o sexo anal está deixando de ser um tabu para a nossa sociedade. Até há poucos anos era considerada como uma prática um pouco suja e imoral, mas hoje em dia, muitos casais já se renderam a esta nova forma de sentir prazer e libertar tabus.

A região anal é das mais sensíveis do nosso corpo, por isso, se a mulher estiver bem relaxada e for devidamente estimulada, é possível que obtenha orgasmos intensos através desta prática. Quem não sentiu medo antes de experimentar? Todas nós sabemos muito bem que vai doer… é quase impossível isso não acontecer. O segredo é ir relaxando e perdendo os medos aos poucos, para tornar essa prática numa experiência agradável para ambos.

Uma das posições mais utilizadas para o sexo anal é com a mulher de joelhos e homem penetrando por trás, mas para iniciantes, uma das mais aconselháveis e que provocará menos dor, é com a mulher deitada de lado na cama.

A partir daí, depois de estarem familiarizados com esta prática, é só variar e inovar nas posições.
Convém tomar alguns cuidados básicos, como não penetrar a sua parceira, depois de tirar seu membro do cuzinho dela, pois isso pode transportar bactérias que provoquem infeções. Se fizer isso, troque sempre a camisinha.

Mais abaixo, ficam os conselhos de um especialista neste assunto.

Desfrutem… e divirtam-se!

PORTUGUESINHA

Olá amigos!

Fui convidado por minha amiga do coração, a Portuguesinha, para escrever uma matéria sobre um assunto fascinante, sexo anal. Sou viciado, adoro, fico louco de tesão só de pensar nisso. Não sou nenhum expert no assunto, mas vou procurar passar a minha experiência sobre este tema.
Primeiramente, uma coisa tem ficar muito clara: em se tratando de sexo anal, tem que existir a pré disposição de ambos, porque sem isso o tesão não rola, somente irá atrapalhar o relacionamento. Outro ponto muito importante, principalmente no início, o homem precisa ter muita calma e paciência, caso contrário essa modalidade de sexo nunca se transformará em prazer para ambos, o que eu acredito que seja a ideia principal.

Homens, nunca se esqueçam que inicialmente o sexo anal não é agradável para a sua parceira, por isso nunca deixe de cobri-la de carinhos e delicadezas.

Iniciem sempre com muitos beijos apaixonados, muitos abraços e carinhos, sempre ressaltando que sua parceira é uma mulher única… a deixe muito excitada através de toques e muito sexo oral… chegue aos poucos onde você quer. Inicialmente, faça carinhos na bundinha, somente superficiais… toque de leve com os dedos e se quiser com a língua e sempre deixe claro a sua parceira que não tem nojo dela.

Quando você perceber que sua parceira está louca de tesão, faça amor vaginal primeiramente, mas durante a penetração toque no cuzinho, lambuze seus dedos no melzinho dela e vá com calma, para que não crie tensão, para que o tesão continue dominando a situação. Faça sua parceira gozar desse modo e não deixe o tesão cair. Com certeza, o seu dedo introduzido no cuzinho dela, somente aumentou o tesão e a fez sentir prazer num lugar que ela não imaginava que fosse erógeno.


Um detalhe importante, nunca se esqueça de ter sempre a mão o gel anestésico mais conhecido como KY, é imprescindível para a primeira vez. Derrame uma boa porção pelo reguinho dela e vá espalhando bem lentamente, não tenha pressa, deixe as coisas irem acontecer normalmente… após o gel estar bem espalhado, introduza novamente um dedo… com calma e lentamente para ela ir se acostumando com o intruso. Não se esqueça de massagear o clítoris ao mesmo tempo, para que ela consiga sempre ficar o mais relaxada possível.

Quando notar que ela não aperta mais o seu dedo, enfie mais um pouco até a metade e continue com os carinhos… se novamente ela continuar não reclamando e nem apertando seu dedo, coloque tudo e fique parado… não vá imediatamente para o vai e vem, deixe-a se acostumar com a nova sensação.

Logo você perceberá que ela já estará rebolando, esse é o sinal ver para tirar o dedo e colocar dois, mas com a mesma paciência e calma. Dessa vez, pode ser um pouco mais ousado: enfie os dois até a metade, de uma vez só e novamente pare. Deixe-a se acostumar com os intrusos… se você não parou a estimulação clítoriana ela estará fora de controle, para ser mais sincero, louca de tesão por estar se sentindo preenchida em todos os lugares.


Se tudo estiver correndo bem, ela irá pedir para você enfiar seu pau em seu cuzinho.
Chegou a hora que você mais queria, mas é a hora que terá que ser mais paciente e segurar o seu tesão, para não atrapalhar o clima. Passe mais gel no cuzinho, deixe-o bem lambuzado e continue a estimulação no clítoris, para deixá-la sempre com muito tesão… introduza novamente dois dedos para dar uma alargada na entradinha, mas não se demore, tire seus dedos e aponte a cabeça do pau na portinha e deixe-a sentir que chegou a hora.
Faça uma pequena pressão para que só entre a pontinha e pare… nunca se esqueça de deixá-la se acostumar com o intruso, não tenha pressas… vá empurrando lentamente e a cada centímetro, pare e deixe-a rebolar um pouco. Se a estimulação clítoriana estiver sendo bem-feita ela empurrará a bundinha para trás, para sentir entrando cada vez mais. Quando a cabeça passar toda, fique mais calmo, pois o pior já passou… agora é só ir empurrando lentamente e sem pressas. Quando tudo estiver dentro, pare por um tempinho e veja a reação dela… se ela parar de rebolar, é sinal que ainda não se acostumou… aí espere, não faça nenhum movimento a não ser o da sua mão em seu clítoris.


Agora, se ela continuar rebolando gostoso, você pode iniciar o vai e vem, mas com calma. Não pense que da primeira vez você terá muito prazer, isso virá com o tempo, pois na primeira vez, nunca é muito bom para nenhum dos dois.

Lembrem-se sempre que sexo anal é muito bom, quando os dois estão cheios de tesão e com muita vontade. Não existe convencimento para o sexo anal, porque se a mulher não estiver bem relaxada e com muito tesão, não será uma coisa boa e somente criará traumas e dores.
Esse prazer pode ser duradouro e constante se for feito sempre com muito carinho e respeito, só dê uns tapinhas na bunda da sua parceira, se ela pedir ou se você estiver muito seguro que isso não desagradará.

Amigos, tentei colocar no papel a minha experiência no assunto, por adorar essa prática. Mas não levem isto que escrevi como uma regra, pois cada caso é um caso e cada pessoa tem o seu momento e o seu tesão, mas espero ter ajudado de alguma forma.

Agradeço aos meus amigos Carinhoso e Portuguesinha por esta oportunidade e por favor, não se acanhem em me escrever, adoro críticas e dicas a respeito do assunto.

CONTISTA
email:
contista_59@hotmail.com








 
Support : Copyright © 2015. listo calisto - All Rights Reserved