Home » » DEPOIS DO VERÃO

DEPOIS DO VERÃO


AUTOR  - ANJO CARINHOSO

Depois do verão, as ferias já terminadas … a moleza do corpo às vezes aperta e não apetece fazer muita coisa.

O apetite de ir almoçar a casa não era nenhum.
Telefonei para casa, a informar que não ia almoçar que ia com um colega ao centro comercial comer alguma coisa. Arranjei esta desculpa para estar um pouco sozinho.

Sai do trabalho, fui em direcção a um centro comercial enorme aqui na cidade e sentei-me e tomei um café. Adoro café …  por dia, tomo 6 cafés.

A vida no centro comercial e as pessoas andar de um lado para o outro…  por vezes gosto de estar no meu canto e apreciar a agitação das pessoas… as  suas expressões e gestos.

A uns 300 metros vejo 2 malucas a rir e saltar e fazerem gestos estranhos. Deixo- me estar sentado e olho com mais atenção.

Meu espanto………….

Era a Cristiana mais a sua amiga, que estavam malucas…. Elas vêm em direção a mim, muito contentes…. e o mais estranho, a  Cristiana vem me cumprimentar.
Levanto da cadeira e dou 2 beijos a ela e apresenta-me a sua amiga Ana. Convidei-as para tomarem algo e elas nem me deixaram acabar de falar, já estavam sentadas feitas umas princesas. Tomaram café e eu outro café, para fazer companhia.

- Como vais Cristiana? Hoje não trabalha, a menina?

-Tiramos a tarde de folga para umas compras. A Ana amanhã faz anos e vamos fazer um jantar em casa dela.

- Muito bem. Fizeram bem em não guardar nada para o último dia. Pena que não lhe posso desejar amanhã os parabéns e muito menos desejar antes do tempo que dá azar.

- Não tem mal . Anota aí o meu número e o da Ana.

Pela primeira vez tenho o número da Cristiana. Há muito que ansiava tê-lo. Amanhã, com cuidado, vou mandar uma mensagem à Ana, a desejar os parabéns.

Olho para o relógio e falta meia hora para eu ir trabalhar. Não tive a sorte delas. Sem intenção  perguntei aonde iam, ou se queriam mais alguma coisa. E a Ana responde:

- Temos que ir a uma loja, comprar uma peça de roupa e depois iremos para casa, adiantar a festa.

Responde a Cristiana:

 – Anda!.. vem connosco, para dares a tua opinião.

E fomos os três. Não sei o que se passa com elas. Sempre a sorrir de malandras, algo se passa e eu tenho que descobrir.

Entramos numa loja de roupa e elas vão olhando, tiram uma peça aqui outra acolá e a Cristiana diz que vai experimentar a roupa , ficando eu só a Ana.. é  o meu momento de poder ver as curvas da Ana, toda torneada e com uns seios grandes.



Ouço alguém a chamar-me. Cristiana está a chamar do provador, para ir la.

- Entra querido…


Sem dúvida, fiquei surpreendido pela expressão dela e de me chamar para entrar. Ela estava linda, com um vestido vermelho, parecia que dava luz. Perguntou-me se lhe ficava bem e eu concordei. Deu-me um enorme beijo húmido. Eu agarro-a e beijo-a loucamente e manda-me parar. Ela tira o vestido e fica só de roupa de interior. Nunca tinha visto aquele corpo assim.

Desaperto o soutien e vou beijando e lambendo os seus seios … humm… uma loucura total de desejo e tesão percorre todo meu corpo. Vou descendo e chego à sua borboleta toda depilada, nunca tinha sentido a sua borboleta assim.

Abaixo-me um bocado e começo a lamber… ela vai gemendo baixinho, para não sermos ouvidos … estamos numa cabine de provas.
É uma loucura total. Viro-a e meto por trás, ela geme loucamente de desejo… dou umas bombadas bem fortes e sinto todo o seu prazer a escorrer no meu pau.

Só dou conta de onde estou, quando a Cristiana se vira e diz à Ana para entrar…  surpresa minha, a Ana estava a ver tudo sem nos avisar e mordia os lábios.

- É todo teu agora, Ana…. Aproveita mas não abuses, porque é todo meu … é a minha prenda de aniversário.


Ana, sem dizer nada, entra, ajoelha-se e começa a lamber meu pau … estava todo húmido e ainda com o prazer da Cristiana. Chupa como ninguém me tinha feito e vou às nuvens. Não sei como ela conseguiu meter todo dentro da sua boca.

Dou um enorme suspiro e venho-me dentro daquela boca maravilhosa, divinal.
 Ela engole todo o meu leitinho, sem deixar cair no chão. E dá-me um beijo na boca, de satisfação.

- A menina Ana já terminou o seu trabalho?- Pergunta a Cristiana.

- Obrigado, querida, pelo presente. Estava delicioso. Mas queria mais…

- Por hoje já chega, amiga … quem sabe noutra altura… mas nada de abusares.

Eu estava a tentar vestir-me e recompor-me , ela pega na minha mão para eu parar e ela abaixa e da uma lambidela e beijo no meu pau, para sentir todo o meu prazer. Dá-me uma enorme lambidela na boca e ajuda-me a vestir, com alguns apalpões no meu corpo.

Saímos da cabine de provas e elas vão para a caixa pagar as compras e nos despedimos dentro da loja.

- Desejo te muitas felicidades Ana, para amanhã… porta-te bem. (dou-lhe dois beijos )

- Porta-te bem, querida. Cuidado não abuses muito, fico a tua espera. (dou dois beijos na Cristiana, no rosto)

Vou direto para o carro, a pensar nesta aventura e loucura, feita em público. A paixão, o desejo e o amor nos liberta de alguns princípios e provoca em nós loucuras, sem pensarmos nas consequências.

Será que vai haver novo encontro? Tenho que estar preparado. Aquelas duas vão me matar…



 
Support : Copyright © 2015. listo calisto - All Rights Reserved